Bicicleta carbono Compra Dicas Quadro

Por que bicicleta com quadro de carbono é melhor que de alumínio?

Se você estiver procurando por uma nova bike, certamente se deparou com o dilema: quadro de fibra de carbono, alumínio ou aço? Esse já é um debate antigo, mas algo que quase todos concordam é que o carbono é melhor.

A maioria, no entanto, se pergunta se vale a pena pagar toda essa grana extra – que não é pouca – para ter algo de qualidade. Por isso, é necessário entender quais são os pontos positivos e negativos de cada tipo de bicicleta.

Em primeiro lugar, vale a pena dizer que a escolha do tipo de bike se resume a uma opinião pessoal. Alguns juram que a bicicleta de fibra de carbono é superior. Já outros dizem não verem muita diferença.

Aqui estão alguns comparativos entre os quadros de carbono e alumínio:

#1 Leveza:

As bicicletas de fibra de carbono costumam ser mais leves que as de alumínio. Mas isso não é um fato absoluto. É possível comprar modelos de alumínio de qualidade que pesam até menos que as de carbono.

No entanto, é geralmente verdade que as bicicletas de carbono são mais bem feitas e mais leves do que a maioria das de alumínio. Mas, se a diferença for pouca, pode não valer tanto a pena gastar mais.

Dica de especialista: Não pense que a leveza do carbono fará com que você fique mais rápido. Só com muito treino, você vai conseguir essa façanha. A quantidade de água que beber no caminho pode fazer mais diferença nesse caso.

#2 Conforto:

Via de regra, as bicicletas de alumínio são mais rígidas e um pouco menos confortáveis. Isso ocorre porque esse material transfere a vibração para o ciclista, enquanto que o carbono tem um amortecimento mais eficaz.

No entanto, não compre a bicicleta simplesmente porque é de carbono. Leve em consideração sempre outros aspectos, avaliando as peças, valor e relação custo x benefício.

Dica de especialista: Seu conforto na bicicleta é o mais importante. E o custo. Compre aquela que é mais confortável e você pode pagar, não por ser lançamento ou por ser o modelo de tal ciclista famoso.

 

#3 Força e resistência ao impacto:

Antigamente, pensava-se que bicicletas de carbono eram mais suscetíveis a danos e que eram difíceis de consertar. Mas, isso mudou. Hoje em dia, já se sabe que o reparo fica completamente invisível. Pode ser, no entanto, que a bike fique mais pesada.

E é balela pensar que o carbono está mais suscetível a danos. Na verdade, existem tantas formas de uma bicicleta ser danificada que qualquer que seja seu material, existe esse risco.

#4 Preço

Um empecilho para as bicicletas de carbono são seu valor elevado. Se você pegar duas bikes parecidas, mas com materiais diferentes, a diferença de preço fica evidente. Mesmo que o carbono tenha barateado nos últimos anos, o alumínio ainda costuma ser mais em conta.

Dica: Uma ideia para economizar é comprando sua bicicleta em uma loja virtual. Mas invista em um e-commerce confiável, como é o caso da ProSport Bike. Essa é uma forma mais barata de fazer adquirir um modelo de fibra de carbono.

 

Carbono x alumínio: vantagens e desvantagens

   

 Alumínio:

Vantagens:

*Os quadros de liga de alumínio são mais leves e menos densos do que os de aço sem sacrificar a rigidez.

* O alumínio é extremamente popular para mountain bikes com suspensão total, em que sua relação entre peso e força a tornam uma boa escolha.

* Atende a uma variedade maior de orçamentos que cabem no bolso de qualquer um.

Desvantagens:

X – O alumínio é menos durável ​​que o aço.

X – Esse material também não pode simplesmente ser soldado ou moldado de volta a sua forma original.

X – Pedalar com bicicleta de alumínio pode cansar o ciclista devido a transferência de vibração da pista.

Carbono:

Vantagens:

* Desde 1998, todos os vencedores do Tour de France pedalavam bicicletas de fibra de carbono.

* Leve, com rigidez e força garantidas.

* Adaptação fácil.

Desvantagens:

X – Preços mais elevados.

X – Menor durabilidade, já que um acidente pode causar danos irreparáveis.

X – Possíveis falhas estruturais durante a pedalada.

Curiosidades!

De acordo com historiadores de ciclismo, a primeira bicicleta foi construída em 1817 completamente em madeira. Logo depois veio o aço. Em seguida, a liga de alumínio, a fibra de carbono e, mais recentemente, o titânio.

Qual bicicleta escolher?

Essa é a grande questão. Não se trata de saber se as bicicletas de alumínio ou de carbono são melhores. O negócio é descobrir qual é a melhor para você. Porque é você quem vai pedalá-la, não?

Então, conte para a gente: qual é a sua bicicleta preferida? Deixe aqui nos comentários sua opinião.